fbpx

Síndrome Piriforme: o que é?

O piriforme ou piramidal, é um músculo localizado na zona da nádega. Por vezes, este músculo encontra-se em excessiva tensão, comprimindo o nervo ciático. Esta lesão tem o nome de síndrome do piriforme. 

É uma lesão mais comum no sexo feminino entre os 30 e os 50  anos, devido à sua estrutura anatómica. Esta síndrome pode surgir por diversas razões: 

  • traumas agudos ou crónico-repetitivos (por exemplo atletas corredores); 
  • dismetria dos membros inferiores; 
  • retrações musculares e vícios posturais;
  • hipertrofias do músculo;
  • posição sentada prolongada – sedentarismo;
  • variações anatómicas.

> Sintomas do Síndrome do Piriforme

Por norma, a sintomatologia mais comum é: ardor, dor, dormência e ou parestesia. Geralmente a dor é unilateral e numa situação mais avançada pode irradiar para a coxa e perna. Estima-se que 6% dos casos de dor ciática são causados pela síndrome do piriforme. 

Os sintomas são localizados na região glútea, anca, lombar, membro inferior. 

> Avaliação e Diagnóstico do Síndrome do Piriforme

Os sinais clínicos que provocam suspeita são a dor induzida pela palpação. É realizado também o teste de Freiberg, movimento combinado de adução e rotação interna do anca, com o paciente deitado de barriga para cima e com o joelho e anca em extensão. Em caso de sinal positivo, o paciente refere o aparecimento ou agravamento da dor. 

> Exercícios e Tratamento do Síndrome do Piriforme

O tratamento tem como principal objetivo aliviar a tensão excessiva do piriforme. Desta forma, massagem profunda e alongamentos, são fundamentais. Segue uma sugestão de auto-alongamentos, que a pessoa pode realizar em casa:

1° Exercício: deitado de barriga para cima, colocar o tornozelo, sobre o joelho da outra perna e devagar, levantar o joelho em direção ao ombro, mantendo o sacro em contacto com a marquesa. Manter a posição por 20 segundos com 3 repetições. De seguida repetir com a outra perna.  

2° Exercício: deitado de barriga para cima, abraçar o joelho e trazer em direção ao peito, a outra perna permanece esticada. Manter a posição por 20 segundos com 3 repetições. De seguida repetir com a outra perna. 

3° Exercício: sentado no chão com os membros inferiores estendidos, dobra o joelho esquerdo e coloca a parte de fora do pé, do lado de fora do joelho direito. Com o cotovelo direito, empurra a face externa do joelho esquerdo e apoia a mão esquerda no chão ao longo do tronco. Realizar ao mesmo tempo ligeira rotação do tronco para a esquerda. Manter a posição por 20 segundos com 3 repetições. De seguida repetir para o outro lado. 

4° Exercício: deitado de barriga para baixo, dobrar a joelho do lado esquerdo e rodar a perna para fora. Manter a posição por 20 segundos com 3 repetições. De seguida repetir para o outro lado. 

Fale connosco para esclarecimentos adicionais e uma avaliação da sua situação.